ao vivo
Cabo Branco FM - A trilha sonora da cidade!
Atualizado em

‘Coisa Nossa’ valoriza produção de paraibanos

‘Coisa Nossa’ valoriza produção de paraibanos

Em fevereiro, a CABO BRANCO 91,5 FM estreou uma campanha, destacando o Coisa Nossa, que reúne faixas de artistas paraibanos que representam a recente safra musical do estado, desde a cena mais alternativa à MPB.

As músicas selecionadas vão ao ar, ao longo da programação da rádio, sem horário fixo e, aliado a isso, a TV Cabo Branco exibe trechos dos videoclipes dos artistas selecionados.

A Paraíba tem importantes nomes da música; dentre outros, há Chico César, Elba Ramalho, Herbert Vianna e Zé Ramalho. Por sua vez, há uma nova leva de produções, que contribuem de forma positiva para esse cenário.

Por exemplo, as canções de Daniel Pina, Eleonora Falcone, Seu Pereira e Coletivo 401, e Sky Boon Seasoning, que estão nesta etapa do Coisa Nossa em 2020. 

Daniel Pina — ‘Nó de Rede’

O videoclipe de ‘Nó de Rede’, faixa que faz parte do disco de estreia do artista, está tomado de Sol, areia, mar e amor — o clima praiano é recorrente no repertório do cantor. Cheia de boas vibrações, a música foi escrita a partir de experiências pessoais do artista. O vídeo foi publicado no fim de 2018.

“Quero ver no que dá nós dois/Não tem como saber sem viver”. Segundo Daniel, o pontapé que resultou nos primeiros versos da música veio de um relacionamento de um mês que ele teve e que, após esse período, ele ponderou muito, antes de dar uma ‘segunda chance’ àquele amor. O resultado daquela decisão o levou a uma experiência muito boa. “A única forma de saber se aquilo daria certo era vivendo”, explicou Daniel.

O clipe foi dirigido por Max Brito e teve locações em Pipa (RN). Anteriormente, Daniel Pina já esteve no Som Nascente, que é veiculado aos sábados a partir das 17h, na CABO BRANCO FM.

Eleonora Falcone — ‘Sanhauá’

‘Sanhauá’ está no mais recente trabalho de Eleonora Falcone, o EP ‘Mais Que Mar’, que é composto por seis poemas do poeta Lúcio Lins, musicados pela a artista. No entanto, o primeiro contato com a lírica do poeta foi com a canção ‘Duas Margens’ (2013). A música é de Lúcio e Chico César e está em ‘Apetite’, primeiro CD lançado por Eleonora Falcone.

Depois, a cantora se tornou parceira do poeta, como intérprete, no segundo CD, ‘Pedaço de Sol’. Mais tarde, com ‘Mais Que Mar’, Eleonora resolveu dar um mergulho mais profundo na obra de Lúcio Lins. Segundo a artista, a música que está no Coisa Nossa foi o primeiro poema do EP a ser musicado por ela. “O poema Sanhauá é um convite, é o sinal que o poeta Lúcio Lins deixou pra que eu navegasse em suas águas”, explica a cantora.

Portanto, o videoclipe não poderia ter sido gravado em outro lugar senão no próprio rio. “Acho que o rio Sanhauá tem um significado muito grande pra quem, como eu e Lúcio Lins, nasceu em João Pessoa, cidade que surgiu às margens dele”, disse Eleonora. Além disso, o clipe também tem cenas na Fortaleza de Santa Catarina e no Farol de Cabedelo.

A artista também esteve no Som Nascente anteriormente. Em 2019, ela apresentou o show de lançamento do EP ‘Mais que Mar’, da qual faz parte ‘Sanhauá’. O EP está disponível desde 2018.

Seu Pereira e Coletivo 401 — ‘Eu Não Sou Boa Influência Pra Você’

‘Eu Não Sou Boa Influência Pra Você’ (2017) é o segundo disco da banda paraibana Seu Pereira e Coletivo 401, que começou em 2009, e é referência musical para os artistas atuais da Paraíba. O título tem produção assinada pelo guitarrista Chico Correa e Marcelo Macedo, e capa ilustrada por Shiko.

O vídeo que está no Coisa Nossa, da faixa que nomeia o disco, foi gravado em um show que aconteceu no Teatro Santa Rosa, em João Pessoa importante símbolo cultural da cidade e o segundo teatro mais antigo da Paraíba, inaugurado em 1889. Sendo assim, o registro foi para o primeiro DVD da banda. Além disso, a música tem um videoclipe ambientado no cenário urbano da capital e está numa playlist especial preparada pela CABO BRANCO FM apenas com os artistas paraibanos.

Além deste aperitivo ‘Eu Não Sou Boa Influência Pra Você’ , o grupo tem músicas que passeiam pela MPB, o rock e samba-funk, retratando cenas do cotidiano, como crônicas da vida e das experiência pessoais dos integrantes.

A banda também já participou de um episódio do programa Som Nascente.

Sky Boon Seasoning — ‘Day Men’

‘Day Men’ é um sonho musicado do Sky Boon Seasoning. De acordo com Matheus Pimenta, vocalista da banda, a letra autobiográfica “é uma metáfora, num aspecto onírico, sobre o exato momento em que alguém se apaixona”. Portanto, ‘Day Men’ se trata de como alguém fica ‘sonhando de olhos abertos’ no momento em que se apaixona. O videoclipe tem cenas oníricas e cores psicodélicas, com uma pegada de ‘trip hop de tons oitentistas e do rock dos anos 90’.

O vídeo está disponível no Youtube desde o fim de 2018 e foi gravado em diversas locações, entre elas, numa casa em Intermares, na praia de Cabedelo, dentro de uma piscina, num estúdio e em alguns locais da Patagônia Chilena e Argentina. Já o roteiro do vídeo de ‘Day Men’ ficou por conta de Giovanna Ismael e Emanuel Coutinho. A faixa deve fazer parte de um EP da banda que ainda não tem previsão de lançamento.

A carreira do cantor e compositor paraibano Matheus Pimenta já conta com mais de 25 anos, a partir de quando ele começou a tocar. Desde então, Matheus não parou mais e, atualmente, mantém vários projetos musicais, entre eles, as bandas Funkeria, Monsenhor Lunático e a Sky Boon Seasoning.

Matheus Pimenta já foi o convidado de um episódio do programa Som Nascente. O videoclipe de ‘Day Men’ está disponível, no Youtube, desde dezembro de 2018.

Para conferir música da Paraíba, no Coisa Nossa, basta sintonizar a CABO BRANCO FM 91,5 ou ‘dar o play’ no cabeçalho desta página.



Comentários 0

Comente esta notícia